O COMEÇO…

Se existe algo incomodando dentro de você que te impulsiona  e leva a acreditar sempre e apesar de tudo. Se algo grita dentro de você,  “ Vou mudar  minha vida!”,  ou “ Não aceito essa situação! “,  ou qualquer outra frase que a pesar de todas as suas dificuldades pessoais e profissionais te impulsiona para a frente e não quer calar, você precisa ler este artigo.

Sou de família humilde e tive que conquistar sozinha a maioria das coisas na minha vida ou quase sem nenhuma ajuda. Minha motivação muitas vezes era quase zero. Infelizmente, essa é a realidade de muitas mulheres no Brasil e o caminho para mudar esta história é difícil e não permite moleza. Em alguns momentos na minha vida eu me via em um loop infinito, arrastada por um modo de vida simplório e sem objetivos e não tinha grandes ambições.

QUANDO A MENTE SE ABRE…

A verdade é que a maioria das mulheres brasileiras infelizmente são assim como eu  era. Mas também é verdade que Einstein estava certo quando disse que  “A mente que se abre para uma nova ideia jamais voltará ao seu tamanho original”. (Albert Einstein)

Uma coisa é certa, quando você acorda para uma realidade como a que eu tinha, parece que tudo muda mesmo e você é posta à prova e tem que se decidir de vez. E você pode estar acordando para a sua realidade de vida agora mesmo enquanto lê esse artigo.

Enfim, alguns acontecimentos em nossa vida nos obriga a mudar e nunca mais somos os mesmos depois deles.

Vou te contar rapidamente um pouco da minha trajetória agora e espero que você possa tirar grande proveito para seus negócios. E se servir para ajudar pelo menos uma única pessoa, certamente terei alcançado o meu objetivo. E se essa pessoa for você, show!

 OS TROPEÇOS E DIFICULDADES DA VIDA E A VONTADE DE DESISTIR…

 Como citei anteriormente, sou de família humilde e cresci em meio a algumas dificuldades. Como qualquer criança, gostava muito de doces, mas também gostava de ver minha mãe cozinhar e foi um dos principais motivos para aprender a cozinhar aos 11 anos. Na verdade eu não tive muita escolha, pois minha mãe tinha um problemão de saúde e frequentemente era internada e eu tinha que cuidar dos meus irmãos menores. Eu cuidava da casa, deles e meu pai. À medida que eu crescia, aprendia muito sobre comidas, mas sempre gostei de coisas diferentes e aos 18 anos decidi fazer um monte de cursos no SESI sobre bolos e doces.

Criei as condições necessárias e consegui entrar na Faculdade, algum tempo depois, tive que sair, pois aproveitando minha experiência, logo depois comecei a batalhar para abrir a minha própria empresa, hesitei algumas vezes e pensei em desistir em função de todas as dificuldades encontradas no caminho. Mas estudei para me aperfeiçoar na área, ergui a cabeça e agarrei meu sonho, vendi bolos e doces para amigos e vizinhos, juntei dinheiro, até que abri a minha primeira porta, comecei toda orgulhosa minha humilde Lanchonete.

Estava indo bem, mas as coisas desandaram com relação ao meu primeiro casamento. Depois de sofrer um pouco, pois quem termina um casamento, principalmente se tiver que tocar a vida com a responsabilidade de criar filho, sabe bem da dureza que estou falando.

O fato é que depois de dores e dissabores eu saí dessa situação e consegui me levantar, montei outra lanchonete, mas anos depois, outro relacionamento me levou à lona de novo e junto com ele caíram também meus negócios, minha auto  estima  e meus sonhos. Permaneci muitos anos nesta relação amarrada e sem perspectivas. Eu sentia que estava protelando, empurrando com a barriga, freio de mão puxado,  mas estava conformada com as migalhas da vida.

Um certo dia, para preservar meus filhos de violências psicológicas eu  tomei uma atitude  e pulei fora daquela situação. Nem preciso dizer como foi pra mim né!? Mas apesar do inferno que foi aquele momento, hoje sei que foi a melhor coisa que fiz.

Logo depois recebi outro golpe com a perda da minha mãe.

RECONSTRUINDO…

Com problemas pessoais, profissionais, de relacionamento,  frustrada, insatisfeita e infeliz,  sentia que a procrastinação me mantinha neste estado e sinceramente eu já estava a ponto de explodir novamente e não aguentava mais.

Mesmo que você seja a “Senhora do depois eu faço isso ou aquilo”, tem um momento que não dá mais. Você se vê sem uma fonte de renda, divorciada, e claro,  você se percebe infeliz,  sem resultados positivos e inimiga do sucesso.

Mesmo nessa situação em que eu estava minha fé em Deus e meus filhos, deram a motivação que eu precisava naquele momento para seguir e foi então que me agarrei em um empreguinho que dava o suficiente para viver, fazendo com que eu me sentisse uma heroína todas as noites que percebia que a pesar de tudo, eu estava tocando a vida e criando meus filhos com dignidade.

Porém, muitas oportunidades de negócios me chegavam, muitas mesmo. Também chegavam pessoas que precisavam da minha ajuda, conselho e orientação para seus negócios e sei lá como, eu ajudava, fosse com ideias, sugestões ou mesmo pondo a mão na massa e ensinando. Eu percebia que de alguma forma gostava daquilo. Eu não ensinava só a fazer bolos e salgados, mas ensinava a se virar, coordenar coisas, eventos, festas e negócios. E se meus se meus filhos e as pessoas acreditavam em mim, eu não tinha o direito de não acreditar. Então, segui, quase que no automático. Ajudando e sendo ajudada, descobri um caminho totalmente diferente nos negócios, e finalmente, descobri que era possível sonhar de novo. Mas e o medo?! Foram tantos tombos e já não queria fazer mais bolos e doces, rsrsrs. Mas não sabia o que fazer com tudo aquilo que eu descobri em mim e tinha muito medo de empreender de novo.

A MINHA MENTE NÃO QUERIA MAIS VOLTAR…

Eu até que tentava não pensar mais em empreender. Talvez fosse melhor continuar no meu empreguinho. Mas você lembra quando eu disse no início sobre o Einstein? Pois é, não teve jeito, a mente não queria voltar por nada.

Resisti à mudança e tentei permanecer como estava, mas não suportei a força do empreendedorismo que existe em mim e parei de nadar contra a correnteza.

Aceitei que não existe “fórmula mágica” e que precisamos aceitar o desafio de seguir o rumo que a vida nos aponta em relação ao sucesso. Percebi que à esta altura eu já tinha em minha volta, pessoas que me ajudavam, admiravam e acreditavam em mim apesar de tudo, e tinha pessoas nas quais eu podia me inspirar, que me chamavam a atenção com suas habilidades e qualidades, e de certa forma me inspiravam e faziam com que eu visse em mim mesma, grandezas que antes eram desconhecidas ou esquecidas e isso fez total diferença para a retomada da minha vida outra vez. Então me dei conta que sou muito maior do que pensava e as circunstâncias passadas me fizeram acreditar.

EU MESMA COMO EXEMPLO PARA MIM … 

Quando você se percebe a Heroína de sua própria vida, consegue se identificar e se ver como um alguém responsável pelos seus próprios atos e que é personagem principal de sua vida e não coadjuvante ou vítima e passiva. Você consegue ver ou ter consciência das vezes em que precisou ser o Herói ou Heroína de sua própria vida e consegue identificar suas sombras e chamar a Luz para a sua parte mais cinzenta. Chama a autoconfiança, a fé, a coragem, a audácia e a iniciativa e fica amiga delas.

Você se renova porque reconhece todas suas faces e ressignifica suas características e torna-se ao mesmo tempo justa e exigente consigo mesma . Nesta fase você faz cursos novos, muda de cidade, vai fazer meditação, sei lá! O fato é que você se permite o novo e percebe que é um bom exemplo para si mesma.

CAIR E LEVANTAR NOS NEGÓCIOS…

Toda mudança requer persistência, força e coragem e nos negócios não será diferente. Muitas vezes a vida testará você. Você alcançará platôs, terá momentos de confusão mental, tropeços, finais de linha, fundos de poço, mas essas coisas não são capazes de tirar a sua capacidade de reinterpretar. Essas coisas não são mais importantes do a forma como você as interpreta. Aprenda com cada uma delas, pois isso fará com que você não esmoreça em função das coisas maiores que você tem ou tiver em mente. Mantenha foco nos seus objetivos e não se perca com questões do Ego como vaidades, orgulho, picuinhas e coisinhas que não te ajudam em nada em relação aos seus objetivos mais sublimes de vida.

Tenha a sabedoria necessária para compreender as pessoas que não entendem você. Muitas vezes achamos que não são amigas e  por maldade elas agem de forma reprovável, contrária ou questionável em relação aos seus sonhos e objetivos, mas apenas entenda que elas ainda não estão preparadas para o seu momento e a sua mudança, só isso.

Mesmo quando aqueles que não  gostam de nós aparecerem como obstáculos, perceba que isso pode te trazer mais força e coragem para ter mais  foco e mais motivação e determinação ainda. É apenas questão de escolha, que é exclusivamente sua e ninguém pode fazer por você. Use tudo isso como fatores que contribuem para o seu empoderamento pessoal.

Ande, corra, caia, soe, sangre… mas levante e siga em frente! Ninguém fará isso por você.

QUEM É QUE MANDA NOS SEUS NEGÓCIOS E NA SUA VIDA?

Partindo que você já entendeu que ninguém deve escolher a vida que você tem que viver, seus sonhos, objetivos, metas pessoais e profissionais ou coisas assim, você terá que fazer suas escolhas e ponto final. Protelar não vai te ajudar em nada.

Pense bem… Você  já passou poucas e boas na vida, está firme nos seus propósitos até agora, e se não está firme, ainda os têm em mente,  de uma Transformação Pessoal e maior Felicidade. Então, ignore as dificuldades, concorrentes e todos os desafios que tem agora, porque você já tem tudo o que precisa – a decisão, a vontade, a determinação e o sonho.

Quem manda na sua vida é você e não os desafios. Eu sei que neste momento talvez exista conflitos internos, mas nada de se desesperar, deixar desabar a sua estrutura, olhe para dentro de si e enxergue sua força e aquela Heroína da qual falávamos a pouco.  É ela que te move nessas horas em direção ao sucesso, mas você tem que querer e decidir isso, depois agir.

Você não sabia tanta coisa que sabe hoje. Não sei se você sabe tocar um instrumento, mexer com tecnologias, aplicativos ou coisas da internet, nadar, dançar, falar um idioma novo ou sei lá o que. O fato é que a melhor versão de você mesma está aí, então, sinta essa força e siga em frente. Seja agora a mão que você precisa no momento mais difícil. Invente algo para se inspirar e motivar, mas lembre-se: É SOMENTE VOCÊ QUEM MANDA NOS SEUS NEGÓCIOS E NA SUA VIDA!

COMO SABER SE VOCÊ ESTÁ NO CAMINHO CERTO

Em determinado momento em seu caminho de Empreendedora, chegará a hora de você ser provada e pode ser quando você menos espera. A própria vida vai te testar para saber se você realmente sabe o que quer e se está preparada para o sucesso.

O que você é capaz de fazer para ser plenamente realizada em sua vida?  Que tipo de sacrifício está disposta a fazer?  Você ainda acredita nas supostas limitações do seu passado? Ou agora você só acredita em você, nos seus sonhos e na sua capacidade de adaptação e reinvenção de si mesma depois de pagar o preço necessário sem abrir mão a sua retidão de caráter e valores? Você acredita mais em suas metas, objetivos e no trabalho duro e constante ou que nada dá certo para você e você deve se dobrar diante das dificuldades, caprichos alheios e obstáculos? A escolha é sua.

Questione seus medos e fantasmas. Sua preocupação não vai mudar o destino. Por mais que você se preocupe com as coisas que estão fora do seu controle, elas vão acontecer e você não pode mudar isso.

Estar no caminho certo é uma questão de Paz interior e não de certeza de que as coisas vão acontecer como você acha que devem, mas sim que independente do que vai acontecer, de alguma forma, ainda que a princípio não pareça, será algo ótimo e abençoado para você.

SEXTO SENTIDO PARA OS NEGÓCIOS

Como já disse antes, é você quem tem que conseguir enxergar suas oportunidades, habilidades  e vencer seus maiores medos e traumas para ser recompensada, ninguém vai fazer isso por você, por mais que a princípio pareça que sim.

É preciso ter consciência de que vale à pena ser você mesma. É preciso acreditar em você para que os outros acreditem. Suas roupas, seu olhar, seu tom de voz, sua postura e seu comportamento, enfim, são pontos que devem descrever a sua pessoa naturalmente. Existe algo inexplicável nisso. Parece que as coisas começam a acontecer da forma mais misteriosa e adequada possível em seu favor quando você alinha estas coisas. As ideias fluem, o pensamento viaja, e seja no banho, no carro, no trem, no avião, no metrô ou no ônibus, as “coincidências” começam a se manifestar. As pessoas certas começam a surgir, as oportunidades acontecem naturalmente.

As suas ideias sem qualquer esforço sofrem transformação e tomam forma e sentido. Os negócios fluem naturalmente e você é levada às vezes da forma mais esquisita e improvável possível, a crer que está sendo conduzida ou já chegou no exato lugar onde deve estar.

E como isso aconteceu para mim? Onde meu “sexto sentido” me levou? Depois de tudo que passei, como estou hoje?!

FAÇO O QUE EU MAIS QUERIA, MAS NÃO SABIA.

As descobertas sobre mim mesma me trouxeram onde estou hoje.

Sim, sim, ainda trabalho festas, bolos, salgados e lanchonetes! Rsrsr  Mas hoje isso é apenas uma parte  dos meus negócios. Tenho uma Empresa de Assessoria para negócios, dentre outros tipos, para lanchonetes e eventos também. Mas vai muito mais  além disso e atendo Empresas e Entidades de todas as partes do Território Nacional.

Aquela menina lá do começo que aprendeu a cozinhar com a mãe e fazia bolos e salgados, hoje tem sua sede empresarial na Avenida Paulista, escritório de atendimento em várias partes de São Paulo e outros Estados do Brasil  e ainda coordena uma Assessoria de Negócios com a responsabilidade de acompanhar pelo País o trabalho de advogados, contadores, profissionais de jornalismo e comunicação social, dentre outros.

Quando olho para trás vejo que me reinventei e certamente me tornei muito melhor do que era, mais forte e decidida, mas para isso, tive que confiar em mim mesma e continuar o meu caminho, mesmo quando tudo dizia para não fazer isso.

Foi exatamente assim que descobri que amo fazer o que faço hoje. Às vezes fico até pensando: “Como pude passar tanto tempo amando essas coisas que faço sem perceber???”

Hoje, de forma muito mais consciente e lúcida eu faço exatamente como fazia naquela fase difícil da minha vida, ou seja, ajudo muita gente. A única diferença é que eu não era tão bem remunerada por isso e não sabia porque aquilo acontecia daquela forma e hoje eu compreendo tudo e consigo me realizar profissionalmente. É maravilhoso poder ajudar e encorajar outras pessoas que ainda não conseguem dar o primeiro passo nos negócios ou querem expandir suas atividades comerciais.

MULHER EMPREENDEDORA … VOCÊ PRECISA DO QUE PARA SE SUPERAR NOS NEGÓCIOS?

Minha experiência de vida me faz muito convicta de que não é fácil, mas você precisa de muito menos que imagina para se superar quando o assunto é empreendedorismo e negócios.

Dedicação, sacrifícios de pequenos prazeres momentâneos, autoconhecimento, sincero reconhecimento de forças e limitações são pontos fundamentais para o sucesso neste sentido.

Ao longo do caminho prefira contabilizar primeiro as coisas boas e positivas de tudo que você fizer. Lembre primeiro o que fez de bom e útil, o que aprendeu e fez certo, somente depois aprenda com o que fez de errado. Não seja cruel e injusta preferindo sempre olhar sempre primeiro ou com muito mais ênfase os seus erros e falhas ao invés de ver o melhor que você foi capaz de fazer em qualquer situação.

E então, você começará sua Jornada ou superar esse momento quando?

Se você sentiu sua emoção falar alto, algo dizendo para você “Vai em frente mulher!”, mesmo tendo uma outra voz contrária ou negativa em qualquer sentido aí, mesmo que essa voz ruim diga:  “Não vá! Pra que se arriscar?!” ou “ Cuidado! Se toca e olha pra você. É claro que você não consegue e isso não é para você!”, ria dessa voz, e diga a ela que quem decide isso é você e que você já tem tudo o que precisa para se superar em seus negócios.

Se  quiser contar comigo, tô por aqui e tenho ASSESSORIA NA MEDIDA para você!

É só chamar: (11) 95193-6181.